Orquídeas raras

Orquídeas raras: Orquídea fantasma

Entre as orquídeas raras do mundo e em risco de extinção está a orquídea fantasma ou Ghost Orchid (Polyrrhiza lindenii). O formato da flor e a coloração branca assemelha-se a figura de um fantasma. Essa espécie nativa do sul da Flórida (EUA), Bahamas e Cuba tem uma beleza exótica atraindo muitos admiradores.

orquídea fantasma

Algumas orquídeas epífitas não têm folhas e transferem a função fotossintética para as raízes, que produzem energia para a sua sobrevivência. É o caso da orquídea fantasma onde suas raízes emaranhadas expostas à luz, aparentemente sem caules, executam o papel que seria das folhas. No emaranhado de raízes fixadas nas árvores observam-se pequenas marcas esbranquiçadas.

Orquídea fantasma raízes da orquídea fantasma

A planta floresce por pouco tempo e uma vez por ano, geralmente no mês de junho ou julho. No entanto, muitas vezes a floração não é observada.

Os principais fatores que ameaçam a orquídea fantasma são: o furto, o desmatamento e os agroquímicos – que matam os insetos polinizadores dessas plantas.

O professor de horticultura ambiental Mike Kane da Universidade da Flórida é um exemplo de dedicação para a preservação dessa espécie, pois cultiva e introduz a orquídea fantasma em seu habitat natural.
Uma das causas dessa espécie estar na lista de orquídeas raras é a coleta e envio para outras regiões. Com isso a planta acaba morrendo. No entanto, mesmo sabendo que a orquídea pode morrer ainda sim ela é alvo de caçadores furtivos. 

A orquídea fantasma é difícil de cultivar e adaptar-se fora de seu ambiente.

Ela precisa de condições específicas para sobreviver como alternância de luz e sombra, temperaturas amenas e umidade elevada. Além disso, orquídea fantasma tem uma relação simbiótica com um determinado tipo de fungo, que fornece nutrientes fundamentais para o seu desenvolvimento.

Devido à possibilidade de extinção, a espécie está sendo protegida em parques do sul da Flórida como o Big Cypress National Preserve.

Fonte: https://phys.org/news/2016-07-ghost-orchid-scientists-aim-rare.html

Veja também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *