Geral

Vasos para orquídeas

Existem muitas opções no mercado de vasos para orquídeas. A escolha da opção mais apropriada dependerá desses fatores: 

  • Espécie cultivada
  • Substrato usado
  • Clima da região
  • Praticidade

Qual opção usar?

As orquídeas epífitas usam as árvores como suporte para o seu crescimento, logo deve plantá-la em um meio muito similar ao encontrado na natureza. Assim, procure usar um vaso ou suporte que permita o arejamento das raízes e o escoamento do excesso de água. Se desejar pode plantar sua orquídea em um galho, casca de árvore ou placa de madeira. Estes materiais são ideais para alguns gêneros (Oncidium e Brassavola) e espécies (Cattleya walkeriana e Cattleya nobilior), que tem um crescimento mais favorecido do que em vasos comuns.

Veja um vídeo muito interessante abaixo de como amarrar a orquídea na árvore:

Uma boa ideia também é usar o cachepô ou cachepot (caixa de madeira) com ou sem substrato. Gêneros como Stanhopea e Dracula se adaptam bem no cachepô, pois sua inflorescência se desenvolve para baixo suportando de duas a dez flores. O uso do cachepô também é indicado para orquídeas do gênero Cattleya, Laelia e Schomburckia que tem um pseudobulbo desenvolvido. O pseudobulbo ou falso caule é responsável pelo armazenamento de água e nutrientes, sendo muito comum nas orquídeas tropicais. Ao pendurar o cachepô procure firmá-lo bem para evitar a queda da planta.

cachepô
cachepot para orquídeas

Vasos para orquídeas muito comuns são o de cerâmica/barro ou de plástico, preferencialmente com furos na parte inferior e nas laterais para facilitar o escoamento da água e a entrada de ar. Estes são vasos para orquídeas epífitas (mais indicados). O vaso de cerâmica mantém a planta em um ambiente mais fresco, pois sua porosidade facilita a evaporação da água. Sendo ideal para locais mais úmidos. O vaso de plástico permite que a água evapore vagarosamente. Esse tipo de vaso é mais indicado para regiões mais secas e evita as regas constantes. Além disso, tem um baixo custo é resistente e leve. No entanto, devido à leveza deve colocar no fundo do vaso pedras, para que sua orquídea não tombe com os fortes ventos e movimentos de animais ou pessoas. Vasos de plástico transparente são recomendados para orquídeas em que raízes fazem fotossíntese, como o gênero Phalaenopsis.

vasos para orquídeas

Dica: O vaso de plástico é mais fácil de manusear quando precisar retirar a orquídea do vaso, por exemplo, para fazer o replantio.

Uma ótima opção de vaso é o de fibra de coco, a princípio visando substituir o xaxim que atualmente está na lista de espécies em extinção. A vaso ou placa de fibra de coco é leve, natural, biodegradável, permite a oxigenação das raízes, durável, ajuda no crescimento das plantas, etc…

vaso de fibra de coco

Antes de usar o vaso procure limpá-los bem para evitar possíveis contaminações de patógenos.

Como desinfetar os vasos para orquídeas?

Vasos de plástico

  1. Com uma esponja e sabão lave o vaso novo com água quente. Use também um pouco de água sanitária. Enxague e seque bem.
  2. Caso esteja reutilizando um vaso lave com uma esponja ou escova, sabão e água quente para remover os resíduos na superfície. Depois use um balde com 1 litro de água e 1 xícara de água sanitária. Deixe o vaso nessa solução (totalmente imerso) durante 1 hora. Enxague bem e lave com detergente e água quente para remover os resíduos de cloro. Enxague novamente e seque.

Vasos de cerâmica

  1. Esfregue o vaso novo com uma escova, sabão e água quente. Use também um pouco de água sanitária. Enxague e deixe secar no sol com a boca para baixo.
  2. Caso seja um vaso usado esfregue-o com uma escova, sabão e água quente. Em seguida, deixe-o imerso em uma solução com água sanitária por 1 hora. Em seguida, enxague bem e deixe secando no sol com a boca para baixo.
  3. Antes de usar o vaso de cerâmica, coloque-o imerso em balde com água limpa por algumas horas para evitar que a argila seca absorva umidade das raízes da sua orquídea.

Observação: Os itens 1 e/ou 2 podem ser feitos para outros materiais com a superfície rugosa e/ou porosa como casca de árvores, cachepô, etc…

Qual o tamanho do vaso utilizar?

Não use um vaso muito grande por economia, pois além de utilizar mais substrato e adubo a floração da orquídea pode ser mais vagarosa. Procure utilizar um vaso um pouco maior que a orquídea.

Veja também:

Referências:
http://homeguides.sfgate.com/disinfect-before-repotting-orchids-69342.html
http://cynthiablanco.blogspot.com.br/2012/03/qual-o-melhor-vaso-acerte-na-escolha.html
http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/upload/meio_ambiente/arquivos/publicacoes/curso-orquideas_21-dez.pdf

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *